Alameda da Universidade, 1600-214 Lisboa iskocongreso.sppt@gmail.com

Oradores Convidados

Dagobert Soergel

Dagobert Soergel é Professor no Department of Library and Information Studies, Graduate School of Education, University at Buffalo (desde 2009). Entre 1970-2010 foi Professor no College of Information Studies, University of Maryland, onde orientou 25 teses de doutoramento. Foi e é professor visitante em diversas universidades, mais recentemente a Universidade de Trento e a Universidade Federal de Minas Gerais. Foi consultor no World Bank ITS (2014-2019) e no International Monetary Fund (2019-2020). Entre 2015-2019 foi Diretor de avaliação na University at Buffalo Clinical and Translational Science Institute. Durante mais de 50 anos trabalhou com classificações, ontologias, thesauri, recuperação de informação e bibliotecas digitais. É autor dos manuais “Indexing Languages and Thesauri: Construction and Maintenance” (Wiley 1974) and “Organizing Information” (Academic Press 1985), pelo qual recebeu o ASIS Best Book Award, e mais de 100 papers e comunicações. Foi o responsável principal pelo Alcohol and Other Drug Thesaurus https://web.archive.org/web/20111015052200/http://etoh.niaaa.nih.gov/AODVol1/aodob.htm e pelo Harvard Business Thesaurus. Recebeu o American Society for Information Science Award of Merit em 1997. Gosta de ler livros de filosofia. CV

José Antonio Frías Montoya

Professor do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da Universidade de Salamanca. Doutor pela Universidade Complutense de Madrid (1995), realizou a sua tese de doutoramento sobre a estrutura da informação nas bases de dados de catálogos de bibliotecas. Participou em inúmeros congressos nacionais e internacionais e dirigiu 21 teses de doutoramento. Actualmente, as suas principais linhas de investigação são a aplicação de metodologias de investigação em Informação e Documentação, comunicação científica na web social e estudos de género e diversidade sexual. De junho de 1999 a abril de 2008, foi Diretor do Departamento de Biblioteconomia e Documentação da Universidade de Salamanca. Durante o ano letivo 2013-2014 foi coordenador do Mestrado em Sistemas de Informação Digital. De 2010 a 2014 foi vice-diretor do Centro de Estudos da Mulher da Universidade de Salamanca. Atualmente é membro do Conselho de Administração da Plataforma de Centros Universitários de Estudos Feministas e de Gênero e vice-presidente da Associação de Educação e Investigação em Ciência da Informação de Iberoamérica e do Caribe (EDICIC).

Marcia Lei Zeng

Marcia Lei Zeng é professora de Ciência da Informação na Kent State University. Obteve o Ph.D. da School of Computing and Information da Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos da América. Os seus interesses de pesquisa incluem sistemas de organização do conhecimento (taxonomias, tesauros, ontologias, etc.), Linked Data, metadados, smart data e big data, controlo de qualidade de bases de dados, tecnologias semânticas e humanidades digitais. Dr. Zeng é autora de mais de 100 artigos de investigação, bem como seis livros. Os seus projetos de investigação receberam financiamento da NSF, IMLS, OCLC, Fulbright e outras organizações. Ela presidiu e integrou comités, grupos de trabalho e conselhos executivos para IFLA, SLA, ASIS&T, NISO, ISO, DCMI, ISKO e W3C. Atualmente, é presidente do Digital Humanities Curriculum Committee da organização global iSchools e é membro do Executive Board da International Society for Knowledge Organization (ISKO). BIO

Maria Manuel Borges

Maria Manuel Borges é Professora Associada em Ciência da Informação da Universidade de Coimbra e co-coordenadora do Grupo de Humanidades Digitais do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX – CEIS20 da Universidade de Coimbra. É Diretora do Departamento de Filosofia, Comunicação e Informação e coordenadora do Doutoramento em Ciência da Informação da Universidade de Coimbra. Possui ampla experiência na orientação de teses de doutorado e mestrado. É membro do conselho editorial de revistas nacionais e internacionais e editora associada do Directory of Open Access Journals (DOAJ). Foi membro do Grupo de Trabalho Interministerial para a iniciativa Nacional de Ciência Aberta. Além de ser membro da Research Data Alliance, foi membro do Advisory Board do nó RDA.pt. Colabora na Estratégia Nacional de Dados Abertos por iniciativa do INCoDE.2030. É ainda membro do Conselho Consultivo do TRIPLE, um projeto financiado pelo H2020-EU.1.4.1.3. Os seus interesses de investigação centram-se na comunicação da ciência com foco no acesso aberto e ciência aberta, avaliação da ciência e gestão de dados de investigação.

Natália Bolfarini Tognoli

Presidente do Capítulo Brasileiro da ISKO (2020-2021). Bacharel em Arquivologia. Mestre e Doutora em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Possui pós-doutorado em Ciência da Informação pela Universidade Federal Fluminense. Entre 2014 e 2017 foi Professora Assistente na UNESP e atualmente é Professora Adjunta no Departamento de Ciência da Informação e no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense. Autora do livro “A construção teórica da Diplomática: em busca da sistematização de seus marcos teóricos como subsídio aos estudos arquivísticos”. Líder do Grupo de Pesquisa do CnpQ “Arquivos, bibliotecas e organização do conhecimento”.

Rosa San Segundo

Professora Catedrática de Biblioteconomia e Documentação na Universidade Carlos III de Madrid. Diretora do Instituto Universitário de Estudos de Gênero, da Universidade Carlos III de Madrid, desde 2014 até a presente data. Foi Diretora e Secretária do Departamento de Biblioteca e Documentação. É presidente da Plataforma Universitária de Estudos Feministas e de Gênero (EUFEM). Foi presidente, vice-presidente, secretária e membro do capítulo Espanha e Portugal da ISKO International Society for Knowledge Organization, e pertence ao seu comitê científico internacional, Scientific Advisory Council. Pertence ao Conselho Consultivo do Consórcio Internacional da CDU (UDC Consortium Advisory Board). Participou em inúmeras conferências, é autora de livros individuais, grupos e artigos especializados sobre CDU, Sistemas de classificação, Organização do conhecimento e Igualdade. Desempenha tarefas de transferência de conhecimento e tem participado em diversos meios de comunicação, em programas de televisão, rádio e imprensa escrita. Pertence a várias ONG.